Project Titan – Google usará drones para servir como satélites remotos

titan-drone_w_600

BARCELONA – O Google está mais perto de lançar oficialmente o seu programa denominado de – Project Titan – cuja finalidade é desenvolver drones movido a energia solar para servir como satélites remotos.


Sundar Pichai, vice-presidente sênior do Google que supervisiona Android, Chrome e Google Apps, subiu ao palco segunda-feira no Mobile World Congress, para delinear a forma como a empresa está trabalhando em três grandes programas destinados à ligação de algumas das 4 bilhões de pessoas atualmente sem acesso à Internet.

Pichai disse que o Project Titan desenvolver aviões leves movidos a energia solar  para servir como satélites remotos. A empresa – que adquiriu Titan em 2014 , na sequência de rumores de que o Facebook estava perseguindo a startup – vai usar os drones para pairar sobre determinadas áreas e e fornecer conectividade.

Pichai disse Project Titan é na mesma fase em que o Project Loon foi há dois anos. Da mesma forma, Loon envolve o envio de balões para o céu para servir como torres de celular flutuante, mas cobre com missão de cobrir áreas maiores  (Titan se concentrará em as áreas menores e coberturas especificas). Loon já passou por testes na Austrália e América do Sul e encontras e processo de busca de parcerias, acrescentou.

"Quando eu ouvi pela primeira vez a ideia, eu pensei que era uma ideia maluca, e estes balões são muito grandes", disse Pichai. "A noção de que você pode executar essas coisas a escala, o que soa como ficção científica … mas vamos ver um grande progresso nos próximos anos, em que podemos transforma-lo em um verdadeiro serviço para os usuários."

Terceiro programa do Google chamado de Project Blank começou há um ano e tem como objetivo trazer a conectividade para as áreas rurais e urbanas em todo o mundo.

Leia também  Microsoft apresenta Lumia 640 e Lumia 640 XL

"Nós construímos uma rede de fibra e estamos agora tratando com os fornecedores locais para fornecer serviços de 4G", disse Pichai. "Estamos trabalhando para no sentido de implantarmos o Projeto Blank para a África ainda este ano."

Pichai disse que o movimento para grandes empresas como Facebook e sua iniciativa de levar internet (Internet.org) para pessoas em regiões remotas é um passo forte e importante.

"Estou contente que empresas como o Facebook e outros ao redor do mundo estão trabalhando com esses tipos de tecnologias", concluiu ele.

Previous Article
Next Article

Publicidade