Suporte ao Windows Server 2003 acaba em Julho

No próximo dia 14 de Julho termina o suporte da Microsoft ao Windows Server 2003, após 12 anos existência no mercado. As empresas que não fizerem a migração até essa data para um software mais atual não só deixam de receber as atualizações habituais – só em 2014 foram detectadas mais de 20 vulnerabilidades no Windows Server 2003 – como correm uma série de riscos, que podem implicar custos superiores à aquisição de software novo.


windowsserver2003_thumb

Desde o lançamento do Windows Server 2003 este sofreu uma série de alterações e mudanças – o hardware é mais barato, as ameaças de segurança diversificaram-se, os novos sistemas operativos permitem muitas mais funcionalidades (virtualização incluída sem custos adicionais, por exemplo), aumentaram a rapidez, e o trabalho com mobilidade é a nova realidade.

Por tudo isso, a migração pode significar uma boa opção para o negócio em áreas como consolidação e virtualização de sistemas de informação através do Hyper-V incluído de base no Windows Server 2012 R2, atualizar os acessos remotos para permitir cenários móveis que não eram possíveis há 10 anos, usar o Office 365 para e-mail ou Share Point; usar o Microsoft Azure para alojar websites ou sistemas de negócio, backups ou até para criar novas aplicações SaaS.

server_02_thumb

Esta é uma oportunidade para as empresas modernizarem as suas infra-estruturas e aplicações, com valor acrescentado para o seu negócio em termos de produtividade e de competitividade, migrando para uma plataforma mais atual através da cloud com o Windows Server 2012 R2 (na forma privada e local), o Microsoft Azure ou o Office 365.

Este movimento deve ser iniciado o quanto antes, para garantir que até 14 de Julho o processo de transição está concluído, não incorrendo assim em qualquer tipo de riscos.

Via EmpresasHoje

Leia também  Primeiras impressões - Samsung Galaxy S6 e S6 edge.
Previous Article
Next Article

Publicidade